Avançar para o conteúdo principal

Ano Cortázar (IV)


Casa 4
Na segunda parte de Rayuela, “Do lado de cá”, Horácio está de volta a Buenos Aires e vive com Gekrepten, que havia sido sua namorada antes da ida à Paris. Passa a trabalhar com seus amigos, o casal Traveler e Talita, em um circo e depois em um hospital psiquiátrico. Se antes ele era um flaneur pelas ruas parisienses, agora fica recluso nesses ambientes para se lembrar de Maga. Se ele tinha a companhia dos intelectuais e, portanto, racionais membros do Clube da Serpente, no manicômio vive com os loucos sem razão. Também começa a enlouquecer e confunde Talita com a amante de Paris. Em um dos inícios do romance o narrador havia questionado se Oliveira encontraria Maga. Sua busca continua na Argentina, como um Orfeo a resgatar sua Eurídice no Hades. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Uma resenha que não aconteceu

Terminei a leitura de Os invernos da ilha, de Rodrigo Duarte Garcia (Record, 462 páginas), já pensando em escrever uma resenha crítica, apontando alguns pontos positivos e outros negativos do romance. Antes de pôr a mão na massa, porém, entrei nas redes sociais e fiquei sabendo que a coluna do Raphael Montes, em O Globo, apontava a obra do Rodrigo como popular, para se divertir, e então desanimei.
Acontece que há um equívoco tremendo por parte de alguns autores e leitores de literatura de entretenimento quando afirmam que literatura policial, de mistério ou de aventura (em que se encaixaria Os invernos da ilha) são desprezados pela crítica. Este é o tom do texto de Raphael Montes. Ele e tantos outros se equivocam ao dizer que Rubem Fonseca, escritor já canonizado e que é objeto de estudos até em livros didáticos, não tem o reconhecimento que merece porque é taxado por fazer literatura menor. Ledo engano ou uma tentativa forçada de se colocar como vítima.
Ora, a “crítica” (coloco entre …

"Cacos e outros pedaços" no Caderno de Sábado do Correio do Povo

O lançamento do meu livro na semana passada teve divulgação no Caderno de Sábado do jornal Correio do Povo, de Porto Alegre.